Dependerá de você, da sua disponibilidade, da sua paciência, da sua intuição e das suas reações, tornar o filhote rapidamente asseado.
 
Para alcançar esse objetivo com facilidade, crie algumas regras disciplinares.
É necessário estabelecer horários precisos para as refeições e para os períodos de repouso; um filhote deve dormir mesmo durante o dia.
Ele fará as suas necessidades sólidas, normalmente, ao despertar e duas ou três horas após a refeição. Nessas ocasiões, ele deverá ser conduzido ao local preestabelecido; permaneça em sua companhia, evitando brincadeiras.  Quando ele terminar, você deve felicitá-lo com palavras animadoras e gestos carinhosos: "Fulaninho, muito bem!!  ".
Normalmente dentro de 10 ou 15 dias já tenhamos um bom índice de aproveitamento na educação de nosso filhote.
 
Se ele suja freqüentemente a casa, em locais diferentes do determinado, convém repreendê-lo pela falta cometida. 
As repreensões só têm valor ou efeito quando feitas logo após o ato.  Se ele olha calmamente para o que fez, significa que não percebeu o erro.  Ponha-se diante dele, aproxime-se do local da falta e repreenda-o com um "NÃO".  Depois deixe-o afastar-se. Não havendo compreensão do filhote, use um tom mais severo ou mesmo faça uso de um jornal enrolado, batendo no local da falta, para enfatizar sua intenção.  Limpe o local não deixando vestígios nem cheiro, para que ele não confunda este local com o determinado.
 
Percebendo o filhote dando voltas ou cheirando o chão, convém conduzi-lo até o local determinado para fazer suas necessidades.  Dessa forma, as felicitações e as recriminações, o filhote deverá aprender rapidamente a ser asseado".
 
Você deve saber que, tanto na questão da limpeza quanto na educação em geral, há filhotes cujo aprendizado é mais rápido e outros, mais lento.
 
Os filhotes têm por hábito, principalmente no período da mudança de dentição (entre 4/5 meses), roer objeto que esteja ao seu alcance. Existem, disponíveis nas lojas especializadas, brinquedos apropriados para filhotes; são peças fabricadas em couro ou borracha, que não oferecem nenhum risco à saúde, distraem, divertem e desviam a atenção deles das peças de seu uso pessoal ou doméstico.